Panorama

16 11 2009

Bem, quase três meses que estou em Lille, e as coisas começam a ficar mais “monótonas”. Mas aconteceram coisas novas desde a ultima vez que escrevi algo aqui não relacionado a viagens. Primeiro, e acho que mais importante, já tenho um grupo projeto: eu e mais seis colegas vamos continuar um projeto anterior que fará simulações sobre um tijolo reciclável. Não tem muito a ver com informática, exceto na parte de simulações que serão feitas por computador, mas acho que será interessante mesmo assim se olharmos pelo lado da formação generalista. No grupo, eu e um marroquino de estrangeiros (embora o Jamil seja considerado na école como francês, pois ele entrou pelas vias normais). Os franceses são o Gaetan, a Elodie, o Laurent, a Alexia (que fala português) e a Marie.

Falando em franceses: cada vez me convenço mais que a coisa por aqui é muito similar a um colégio. Os franceses são bem infantis. Comecei essas observações no longínquo WEI, mas elas apenas vão se confirmando. Pontos interessantes: (a) professor expulsando aluno francês conversador da sala de aula; (b) anfiteatro de apresentação dos bureaux da école com guerra de bolinhas de papel; (c) diretor da école e toda comissão diretiva no anfiteatro da promo dando sermão devido às bagunças da ultima festa no Foyer; (d) Foyer fechado até nova ordem como “castigo”; (e) não sabermos critérios de avaliação na maioria das matérias.

Entre os franceses que eu costumo falar mais direto, além do pessoal do projeto, estão aqueles do meu quarto de grupo que fazem todas as aulas comigo: Arthur, Mohamed, Isabelle, Loreleï, François e Matthieu. Minha moral até esta bem alta com eles, já que eles precisam de muita ajuda em computação, que eles não possuem noção alguma. Por sorte eu consigo lhes ajudar com isso! Ainda há outros franceses que eu falo com alguma freqüência: Jerome, Thomas, Elisabeth, Augustin, Julien…

E por fim, o pessoal da associação da qual eu faço parte, o Rézoléo. Essa é a associação dos “geeks” da école, embora o pessoal evite essa alcunha. Bem, tem umas 20 pessoas que fazem parte dessa associação, e apenas eu de estrangeiro entre os novatos. Ganhei uma tarefa bem complicada pra começo: vou ser responsável pelo servidor do Jabber, que é tipo um mensageiro interno da école. A passagem do servidor para mim ocorre amanha. Minha associação organizou uma LAN Party aqui na residência semana passada. Mais de 60 pessoas com seus computadores apareceram para jogar. Fiquei umas quatro horas la, e reclamaram que eu estava indo embora cedo. Parece que viraram a madrugada jogando.

Em relação a école, como já disse, as coisas começam a complicar. Duas matérias (Mecânica e Matematica) eu me encontro bastante perdido. Três eu acho que me salvo com alguma tranqüilidade devido às coisas já feitas no Brasil: Informatica, Eletrica e Fisica dos Solidos. Gestão e Sociologia das Organizaçoes são as humanas, então não devem apresentar grandes problemas. Mecânica de Estruturas é uma incógnita: ainda não começou. Fenomenos de transporte pareceu bem complicado no inicio, mas depois dos seminários com a Profa. Le Courtois a coisa ficou mais simples. Se as avaliações forem no estilo das aulas, será possível ir bem, espero. Inglês e francês não apresentam grandes perigos. E há ainda o acompanhamento, que eu nem sei se vale nota.

Bom, quanto às viagens, pretendo fazer o oeste alemão e o norte da Suíça no Natal. Ainda falta ver mais um pessoal pra ir junto (a idéia é alugar um carro). Em breve, mais detalhes… ah, e sei que devo ainda fotos da Bélgica… elas virão em breve, prometo, embora até seja bom que elas estejam demorando já que não tenho mesmo fotos novas desde o Toussaint… Ah, e estou com preguiça de atualizar o cabeçalho. Bem, por hoje é só! Abraços!

Anúncios

Ações

Informação

6 responses

16 11 2009
dartagna

Fala colorado! Vê se deixa a preguiça de lado e manda mais fotos pra nós brasileros? Mas que tal, hein? Estudando tijolos hein, vais ficar um expert e quando voltar, se voltar, (brincadeirinha) vai montar uma padaria sozinho, igual o Papai! Que bom que está conseguindo levar as aulas numa boa, apesar da distância e da saudade se é que as tem. Não poderia deixar de falar no teu time que ganhou ontem e já está todo mundo falando em titulo novamente, que vergonha? Sem a ajuda do meu sábado não chegariam nem no G4. Por hoje é só que vou disfarçar ou melhor trabalhar um pouco. Abraços e beijos de quem gosta muito de ti e te AMA muito.

16 11 2009
Marcos

Jogaram o q na LAN party?
Como tem cadeira que ainda nao começou?
E como anda o Francês? Ja está pensando em francês? Demorou quanto tempo pra se sentir confortavel com a lingua?

16 11 2009
Bruno

E ae Marcos!

Eu joguei Diablo 2, mas tinha gente jogando CS, Warcraft III, um jogo de corrida la que eu nao conhecia (nao era Need for Speed), mais tarde jogaram Age of Empires III e Unreal Tournament 2004, mas dai eu nao estava mais na LAN.

Quanto à cadeira que nao começou, aqui é meio bagunçado, os horarios nao sao rigidos como na UFRGS. Tem disciplinas que a gente pode ter 8 horas numa semana e depois ter ela novamente so depois de um mês. E totalmente disperso o horario de cada disciplina.

E quanto ao francês… estou numa parte meio dificil agora, mas acho que é uma das ultimas dificuldades… estou começando a pegar os detalhes de pronunciaçao, e isso meio que me atrapalha no sentido de eu ficar corrigindo os erros que eu faço que antes eu nao percebia… mas acho que mais umas semanas e eu corrijo isso… Pra me sentir confortavel com a lingua a ponto de falar com quem quer que seja demorou mais ou menos dois meses aqui… E tem varias vezes que eu me pego pensando em francês ! ^^

16 11 2009
Cassol

> professor expulsando aluno
> guerra de bolinhas de papel
> diretor dando sermão
> “castigo”

WTF! A última vez que vi um diretor dar sermão e/ou castigo foi no ensino fundamental! Professor expulsando aluno e guerra de bolinhas de papel tinha no ensino médio, mas essas outras duas são de matar… >ESSES< são os profissionais que se formam nas universidades francesas? LOL!!

Prefiro minha UFSC aqui… Não tem essas criancices ;)

Abraços!

16 11 2009
Mãe diz:

Nossa!!Nunca pensei que os franceses fossem desse jeito.Depois falam do Brasil.Mas pelo jeito alguns jovens são iguais em qualquer lugar do mundo,inclusive em paises de 1º mundo.Pensei que só acontecia essas infantilidades aki no luterano,hehheehe!!

17 11 2009
Cassol

Engraçado.

Acabei de ser informado da filha de uma amiga da minha mãe que foi pra França e passou pela seguinte situação: não podia nem perguntar pro professor sem levantar a mão e ele dar a palavra. Uma vez ela ficou tipo uma hora com a mão levantada e depois se cansou e pediu licença para fazer a pergunta, e ainda assim o professor ESCRACHOU ela (não sei se ele respondeu :o).

õ.Õ

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: