Amsterdam

29 10 2009

Ola a todos! Como esta semana eu tive férias na école, fizemos uma viagem de cinco dias pelo chamado Benelux, abreviação de Bélgica, Holanda e Luxemburgo. Saimos de Lille na sexta pela noite, eu, a Bruna (veterana do G2) e a Cris (colega do G1), com a intenção de ficar dois dias na capital holandesa, Amsterdam, um dia em Luxemburgo, e dois dias na Bélgica (em Bruges e em Bruxelas). Chegamos em Amsterdam às 10 da noite, na Centraal Station (é muito estranho viajar apenas algumas poucas horas e estar num pais cuja língua é totalmente diferente). Depois de um rápido lanche, fomos para o albergue que tínhamos reservado, pegando um metro e fazendo uma pequena caminhada já por volta da meia noite. O albergue em que ficamos ficava a mais ou menos três quilômetros do centro. Dividimos um quarto com dois italianos. O ‘Inner Amsterdam’ era razoavelmente bom, tinha TV e banheiro dentro do quarto, o que é bastante confortável.

No dia seguinte, sábado pela manha, começamos a explorar a cidade. Passamos pela frente dos museus Van Gogh e Rijksmuseum (cujos ingressos eram bem caros), conhecemos o Vondelpark (parque bem bonito fora do centro de Amsterdam) e fomos para o centro da cidade. No caminho, paramos para tirar fotos em vários canais da cidade, já que ela é cortada por uma sequencia de riachos paralelos cujas paisagens são muito bonitas. Sempre as ruas que margeiam os canais possuem belas casas com uma arquitetura bastante única, e geralmente bem conservadas. Outra coisa marcante em Amsterdam é que o transito é, de certa forma, caotico. Mas nao pelo excesso de carros, e sim pelo excesso de bondes, que circulam pelas ruas como se fossem onibus, e pelas bicicletas, que estao simplesmente por toda a cidade. Amsterdam tem 700 000 habitantes, e conta com 600 000 bicicletas.

Chegando ao centro, visitamos o Museu das Tulipas (que não tinha tulipas, já que a época do ano não era a mais propicia). Em seguida, fomos à Anne Frankhuis, que é um museu instalado no lugar onde, durante a segunda guerra mundial, se escondeu uma família judia num anexo da construção principal. A vida no esconderijo foi narrada, em forma de diários, pela garota da família, Anne Frank. O esconderijo veio a ser descoberto em 1944, e toda a família acabou morrendo até o final da guerra, por diversas causas, exceto o pai, que resgatou a historia dos tempos da guerra escritas pela filha. O museu foi criado, e descreve toda essa historia no lugar onde ela aconteceu. Depois de tomar um excelente café na cafeteria do Museu, passamos pelo Monumento Nacional da Holanda, pelo Palais Royal (que estava em reformas) e caminhamos pelo centro até que a chuva e a noite nos levaram a retornar para o albergue.

No dia seguinte, fomos pela manha no Madame Tussauds. Neste lugar, ocorre uma exposição de manequins de pessoas famosas. As montagens são muito reais! Algumas celebridades que estavam la: Presidente Obama, Papa João Paulo II, Bush, Ronaldinho Gaucho, Tom Hanks, Angelina Jolie, Van Gogh, Charlie Chaplin, e muitos outros. Antes da visita ao museu, teve ainda uma apresentação muito bonita sobre a historia de Amsterdam, com uma visita a um barco pirata (que deveria ser aterrorizante, mas os atores merecem um ‘désolé’ pela atuação).

Pela tarde, visitamos o Science Museum Nemo, que é um museu de ciência e tecnologia, aos moldes do museu da PUCRS. O museu possui forma de uma carcaça de um navio. La dentro, haviam varias demonstrações interessantes cientificas, sobre vários domínios (eletromagnetismo, óptica, comportamento humano, mente e cérebro, som, etc). E, logo após, a visita à Amsterdam terminou. Era necessário retornar à estação cedo para pegar o próximo metro, pois a viagem até Luxemburgo demoraria seis horas (três até Bruxelas, trocando de metro para mais três horas até o grão-ducado).

Continua…

Anúncios

Ações

Informação

4 responses

29 10 2009
Luhan

Po cara, ta viajando bastante, deve ser legal ver essas coisas, construções diferentes do que ta acostumado, caras novas, etc…

29 10 2009
Cassol

Achei interessante o tal Finding Nemo Museum… Opa, não é esse o nome? :(

Pô, pena o ingresso do Museu Van Gogh ser muito caro, o cara era incrível…

30 10 2009
Bruno

12€50 o ingresso do museu do Van Gogh… a maioria dos museus em Amsterdam (e nas outras cidades também) eram muito caros, pois eles nao tinham reduçao para estudantes… na França, estudante entra na maioria dos lugares com reduçao ou de graça (como no Louvre)

29 10 2009
dartagna

Fala colorado! Como tu viajas, hein? Que bom assim quando vieres daqui uns 05anos ( a tua mãe vai me matar) temos bastante hstória pra ouvir ao vivo.
Como não poderia deixar de falar no teu time, que fiasco, ganhaste do meu e quando precisa ganhar mesmo não ganha de ninguém, mas é a vida vou parando por aqui senão vai falar no meu time e ele está uma fiasqueira. Abraço e Beijos de quem torce muito por ti um gremistão realista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: